DRONES E FERTILIZANTES

DRONES E FERTILIZANTES

Antes da fertilização deve fazer um vôo de drone com câmara multiespectral para gerar mapas NDVI.

DETECTAR ZONAS PROBLEMATIVAS

  • ACTUAÇÃO CIRÚRGICA NOS LOCAIS DETECTADOS
  • REDUÇÃO DRÁSTICA NA APLICAÇÃO DE PESTICIDAS

 

O MAPA PELO DRONE LOCALIZA O PROBLEMA

A AGRODRONE IDENTIFICA E QUANTIFICA O PROBLEMA

AGROCHAR – campo de ensaio em Espanha

  • O QUE É

    É um tipo de carvão produzido a partir de biomassa.

  • A aplicação de Biochar ao solo melhora o crescimento vegetal e os resultados das produções agrícolas.
  • A sua estrutura de poros fornece um habitat seguro para a microbiologia do solo
  • É um material estável, rico em carbono e que pode perdurar no solo durante vários anos.
  • Capacidade de reduzir necessidades em fertilização

O Test Farms da EIT Food conecta startups agrícolas com agricultores e terras de teste. Ao habilitar esses links, a EIT Food quer ajudar ideias inovadoras de agrotecnologia a validar e testar seus produtos e serviços, mostrar seus negócios a clientes e investidores e, finalmente, apoiar a transformação tecnológica na agricultura europeia. (clique na fotografia e veja o vídeo)

O investimento em agricultura de precisão

O investimento em agricultura de precisão

O investimento em agricultura de precisão pelos agricultores e empresas de produção agrícola pode ser encarado como a optimização de carros de corrida.
A produção alimentar, fibras e madeira em solos não optimizados significa consideráveis percas de rendimento durante a “corrida” até à colheita;
tal como tentar usar um carro de corrida com problemas não resolvidos ou sequer avaliados, que lhe irão comprometer o resultado da competição.

Com investimento em agricultura de precisão pela Agrodrone, qualquer produção agrícola e florestal poderá resolver muitos problemas que afectem a performance da sua colheita. Desde problemas de ataques de míldio nas vinhas até como fazer o pinheiro manso produzir mais pinhas contendo pinhões válidos, tudo pode ser controlado e manipulado através da informação processada por Agricultura de Precisão e resolvido pela engenharia abrangente da Agrodrone.
Com o nosso apoio, os técnicos das explorações passam a acompanhar a cultura com determinadas instruções, realizando tratamentos e fertilizações em conformidade.

Farão parte do constante estado de optimização da cultura, técnicamente homogenizada à área total em produção.
em vez de seguirem o modelo reactivo da anterior abordagem técnica.
Tal como os mecânicos dos carros de corrida que só estavam a investir em óleos e combustíveis para a performance do carro e passam a dispôr de instruções para optimização mecânica que fará do veículo um vencedor.

Contacte-nos para optimizar a sua produção e fazer da sua exploração uma campeã de resultados agronómicos.

RIS INNOVATION PRIZE 2019

Agrodrone cencedora do 2º lugar no Prémio de Inovação do EIT Food 2019

RIS INNOVATION PRIZE 2019

RIS Innovation Prizes is one of the largest startup competitions in the agrifood vertical in Southern and Eastern Europe. Prizes are awarded to entrepreneurs and early stage startups to support the development of new products and services which can help transform our food system, making it healthier, more sustainable and more trusted. 

Agrodrone cencedora do 2º lugar no Prémio de Inovação do EIT Food 2019

Uso de Drones na agricultura de precisão

Uso de Drones na agricultura de precisão

Os Drones são uma ferramenta fantástica. Melhoram as decisões estratégicas pois oferecem dados estatísticos, inovadores e actualizados.

Os DRONES não identificam o problema os DRONES localizam o problema.

Mostra o que está a acontecer com a nossa cultura. Recolhe imagens que nos permitem criar mapas inteligentes. É através desses mapas que se começa  o diagnóstico de avaliação do estado vegetativo de uma cultura. Estes mapas permitem localizar as zonas problemáticas e as zonas sãs. O que nos leva à pergunta chave – QUAIS OS FACTORES QUE IMPEDEM A PLANTA DE ATINGIR O SEU PLENO DESENVOLVIMENTO?

Esta é a forma mais económica de obter esta informação. Permite uma actuação cirúrgica nos problemas detectados. Uma redução drástica na aplicação de pesticidas e herbicidas.

Encare esta tecnologia como um investimento e não como um custo. Sem esta informação, toda e qualquer fertilização né feita totalmente às cegas com graves consequências para a sanidade da produção e para a gestão da empresa agricola.

 

FERCO – máquina de fermentado composto

Uso de Drones na agricultura de precisão

FERCO - máquina de fermentado composto

A Agrodrone desenhou uma máquina para fermentar composto e colocar à disposição do agricultor. Uma maneira de produzir o seu fertilizante, por um preço bastante inferior à compra de fertilizantes para as suas produções. Com 1 Kg de composto pronto e de boa qualidade poderá fertilizar até 4 Hectares com enorme eficiência e bons resultados.

Esta tecnologia permite em cerca de 12 horas, fabricar um volume de fertilizante microbiológico líquido, que pode ser aplicado ao solo por alfaias de aplicação de fertilizantes acopladas a tractores, ou injectado no sistema de rega de uma estufa por exemplo, pulverizado sobre as culturas ou aplicado ao solo.

A virtude desta tecnologia é a enorme quantidade de microrganismos benéficos aeróbios que são aplicados ao solo/cultura instalada e a correspondente solubilização dos nutrientes bloqueados e a correspondente absorção pelas culturas.

A atmosfera da Terra possui 70% de Azoto, que nem as plantas nem os animais conseguem absorver, mas os micróbios conseguem e acabam por disponibilizá-lo às plantas durante a sua actividade biológica e no completar do seu ciclo de vida.
O Fósforo é dos nutrientes que mais bloqueios sofre no solo. A aplicação de fertilizantes fosfatados possuem uma eficiência reduzida devido ao curto intervalo de condições quimico-físicas do solo para que se encontrem nos valores que permitem a boa solubilização deste valioso nutriente vegetal.
É difícil garantir essas condições físico-químicas, mas com a ajuda da microbiologia a tarefa torna-se bastante mais fácil, e os resultados de uma eficiente fertilização fosfatada finalmente visíveis na cultura!
Com a micronutrição passa-se o mesmo e o resultado agronómico revela-se por culturas resistentes aos principais ataques de pragas e doenças, resultando numa considerável redução nos custos em tratamentos fitossanitários.

Então a virtude no uso desta tecnologia, além da sua acessibilidade para os pequenos agricultores, revela-se numa redução considerável na pegada ecológica agrícola pela redução em uso de pesticidas e uso de fertilização química, principalmente em nitratos, amoniacais e fosfatados.
E a outra grande virtude é a democratização da tecnologia pelo preço acessível servir tanto para a grande exploração empresarial como para a pequena agricultura familiar em outdoor ou ambiente protegido.

Os resultados já estão a ser alcançados pelos agricultores familiares e empresários que já usam esta tecnologia e que os torna em agricultores premium devido à qualidade da sua produção, avaliada e classificada nos diversos pontos de venda.

Fibra de cânhamo

Fibra de Cânhamo

Portugal foi um grande produtor de cânhamo ou cannabis industrial ao longo dos séculos, primeiro em ligação com os Descobrimentos, sendo usado nomeadamente para as cordas das Caravelas, e mais tarde para a indústria têxtil, entre muitas outras valências. Mas tudo isso foi ameaçado por volta dos anos 1930 com o aparecimento das fibras sintéticas, nomeadamente do nylon e mais tarde quase extinto pela pressão social devido ao uso recreativo da planta, pelo elevado nível de tetrahidrocanabinol (THC), a sua substância psicotrópica.

Por isso, “perdemos 80 anos de experiência no cultivo do cânhamo, bem como as variedades nacionais”, afirma Humberto Nogueira. O nosso vídeo prova exactamente o que este artigo diz.  Veja a grande potencialidade desta fibra.

TecFresh 2018 – à conversa…

TecFresh 2018 - à conversa...

Na feira TecFresh 2018, em Santarém nos dias 15 a 17 de Novembro,
Pedro Santos da Agrodrone ficou a falar com uns produtores de pêssego da Cova da Beira.
Em jeito de brincadeira, referiu que quando na Primavera, passava na estrada nacional por Orjais (antes da Covilhã), tinha que fechar as janelas do carro por causa dos tractores a espalhar nuvens químicas que se propagavam com o vento.

Um dos agricultores, para de algum modo justificar aquela situação, referiu que se o tractor não chegasse com o produto ao topo das linhas, os pessegueiros dos topos ficavam cheios de lepra!…tinha que ser assim!

A verdade é que seja a lepra, seja qualquer doença ou praga, não passam de sinais de que algo está mal com a nutrição das árvores…ou de que cultura for. E a acumulação de soluções de Cobre para a Lepra vai acabar por inviabilizar a cultura do pêssego em Orjais, e já não deve faltar muito!…os orjanenses que me perdoem!
Mas o futuro da sua actividade não passa de todo, por essa estratégia.
Uma estratégia que provoca má qualidade à produção devido ao intoxicar sucessivo-acumulado da rizosfera revela-se em frutos que apodrecem rápido (como a pêra-rocha no Oeste); frutos sem valor nutritivo;…e para agravar todo o processo, frutos sem qualidade cuja acção protectora da Natureza nos faz revelar os piores por serem os primeiros a serem atacados por pragas e doenças (são lixo e a Natureza envia os seus tratadores de lixo).
Qualquer agricultor sabe que os frutos que caem de uma árvore, não são todos iguais.
Há uns que apodrecem muito primeiro que outros que até podem ter caído primeiro! Como se a árvore não “alimentasse” por igual todos os frutos de todos os seus ramos e gomos…claro que não alimenta!
A árvore tem que gerir fertilizações sem sentido, sem qualidade, que a maior parte das vezes são sais que lhe vão prejudicar a saúde da rizosfera, e ainda tem que produzir.
O agricultor não dispõe de equipamento para poder avaliar como a árvore, ou melhor o pomar se está a comportar com todos os factores de produção que lhe aplica.

Felizmente hoje, a Agricultura de Precisão apesar de ainda ir no início, dispõe de ferramentas analíticas capazes de fazer um diagnóstico com algum rigor, para resultar num ajustar constante da fisiologia, ao que se aplica e ao que se pretende para nível produtivo.
A Agrodrone poderá dar uma ajuda assim que os agricultores da Cova da Beira perceberem que a sua estratégia actual não tem sentido e que estão a comprometer o seu próprio futuro.


Análises solo

Análises solo

Muitos contactos comerciais que temos tido para desenvolver trabalho de apoio técnico, arranque de projecto ou apenas instalação de culturas, vêm o orçamento da Agrodrone recusado!
A razão é quase sempre a mesma!
O preço das análises de solo!
Clarificamos neste artigo a diferença entre uma análise sumária e uma análise de solo completa com mais de 10 nutrientes avaliados nas amostras de solo.
Uma análise sumária pode custar ao agricultor apenas uns 20 euros e contém apenas as leituras do Fósforo e Potássio que as amostras de solo contêm.
Este tipo de análises de solo, não são análises de solo! não servem para nada além de servir de orientação para adubações fosfatadas e potássicas.
A muitos agricultores profissionais estas análises são oferecidas pelas empresas que lhes vendem os adubos e pesticidas.
O técnico da agrodrone já testemunhou casos em que o agricultor tinha recebido uma análise sumária gratuita pela empresa que lhe fornecia os produtos, que revelava excesso de Fósforo e Potássio no solo e toda a recomendação de fertilizantes para esse ano eram à base de Fósforo e Potássio. Produtos fertilizantes diferentes, todos com Fósforo e Potássio!
 Um agricultor que produza em grandes áreas submetido a procedimentos semelhantes não está a perceber a fatia do seu rendimento que está a deitar fora, porque adquirir centenas de sacas que nada vão fazer à cultura representa investimento inútil, feito totalmente às cegas!

Quando um agricultor profissional pretende afinar o desenvolvimento da sua produção para melhor rendimento e melhor qualidade, a análise sumária de nada lhe serve!
Não é por saber os teores de Fósforo e Potássio no seu solo que conseguirá esse objectivo!
É necessário saber os teores de muitos outros nutrientes que estejam presentes no seu solo.
Esses valores que o solo contém terão que ser equilibrados, adicionando os que estão em falta e adicionando outros para equilibrar os que estão em excesso.
Caso contrário a cultura está em stress logo no arranque e desde aí fica séria candidata ao ataque de pragas e doenças.
Uma análise para atender ao equilíbrio do solo deverá conter mais de 10 nutrientes.
Comparar uma e outra quanto à capacidade agronómica para obtenção de resultados de excelência nem tem comparação!
E a poupança na análise sumária é como um tiro que sai pela culatra!…ou no pé!…como preferirem!

Queda de granizo

Queda de granizo

Recentemente ocorreu uma violenta quebra de granizo na zona de Moimenta da Beira e Lamego…mais uma vez!

Os pomares de maçã sofreram enormes danos e os produtores lamentavam o fraco preço que iriam atingir com a fruta danificada daquela maneira;

Depois surgiu imagem com tractor a pulverizar as linhas das árvores com tratamento preventivo para evitar a instalação de doenças nas feridas causadas pelo granizo, e…

…e surgiu o técnico local a falar no tratamento realizado e no Boro incluído nesse tratamento com objectivos de ajudar a salvar a produção!!!

A Agrodrone adverte para o cuidado a ter com estas medidas. O Boro e outros micronutrientes obedecem a um enorme rigor na sua aplicação. Sem uma análise completa ao solo, estar a realizar este tipo de tratamentos é estar a comprometer o futuro desses pomares devido ao intervalo muito reduzido que os micronutrientes possuem relativamente ao benefício que podem provocar. Ultrapassado esse intervalo, os prejuízos podem inviabilizar a qualidade e rendimento da produção, como acontece com o cobre nas vinhas.

Além de que o Boro não é o nutriente indicado para esse efeito que o tratamento em causa pretende! E pelo seu preço e efeito, é simplesmente dinheiro desperdiçado.

A Agrodrone apresenta-se aos produtores que desejem investir em conhecimento para mudança na estratégia seguida nestas últimas décadas: a aplicação cega de tratamentos e fertilizantes sem a prévia recolha de informação técnica está a chegar ao limite devido ao erro em si e à consequente subida dos custos e perdas de rendimento crescente de ano para ano.

Contacte-nos para o ajudarmos a recuperar e manter o equilíbrio na sua exploração.